contato
 
notícias
 
fornecedores
 
serviços
 
produtos
 
empresa
 
home
contato
 
notícias
 
fornecedores
 
serviços
 
produtos
 
empresa
 
home
CURIOSIDADE: A qumica e o carnaval.

Quem quiser ver, ver. A Qumica sempre um dos grandes destaques do carnaval. Nos sales e nas ruas. Sem ela, a folia teria menos cores, o samba menos ritmo, fantasias e alegorias menos efeitos. Exagero? Vamos ver. Adivinhe s quem sai com a timbalada de Carlinhos Brown? O poli (cloreto de vinila), mais conhecido na Bahia e no exterior, como PVC. isso mesmo. So os tubos de PVC que formam o corpo das timbas criadas pelo genial msico baiano.

Alis, junto com o PVC, podem ser vistos por todo o Pas os polietilenos, o poliestireno e o polipropileno, da ala das resinas termoplsticas. Eles participam das baterias, como instrumentos musicais, dos carros alegricos dando forma criao dos carnavalescos, e ainda so partes integrantes das fantasias dos milhares de passistas que enchem a avenida de alegria. Ah! Eles tambm marcam presena nos concursos de fantasia e sales de todo o Pas.

Como a Qumica tem um flego incrvel, ela tambm pode ser notada nas arquibancadas e nos camarotes. L costuma estar, por exemplo, o poli (tereftalato de etileno), que gosta de ser reconhecido como PET. Ele encontrado nas garrafas de refrigerantes que refrescam gargantas. Alm, claro, dos fios e fibras sintticas que do um toque macio e confortvel s roupas dos folies.

A presena dos fios e fibras, normalmente acompanhados pelos corantes, sempre fundamental no carnaval. Alis, foi a cada vez mais comum falta de um pequeno punhado de fios sintticos, em um ponto estratgico do corpo humano, que, h alguns carnavais, levou as escolas de samba do Rio de Janeiro a um acordo indito: evitar a nudez explcita nos desfiles.

Parece que o acordo no foi cumprido, mas isso no vem ao caso. O que vale lembrar que a Qumica h muitos anos, no perde um carnaval. Do pandeiro ao "reco-reco", quase todos os "acessrios" do carnaval so produzidos com resinas termoplsticas, como os artefatos plsticos para as famosas "guerra de gua" das crianas, fantasias, mscaras de ltex que divertem e assustam, tintas especiais para pintar corpos e at sprays de serpentinas so algumas dessas invenes. Tudo para animar o carnaval. Assim, da prxima vez que voc escutar os primeiros acordes do cavaquinho, as primeiras batidas da bateria, entre na folia certo de que a Qumica estar l no meio, bem pertinho de voc, ajudando sua escola a levar o samba no p.

Texto: Texto: Luiz Carlos de Medeiros ( MTb: 12.293)

Fonte: Abiquim.org.br

Cosmolog
© 2018 cosmoquimica
mapa do site
política de privacidade
cosmonews
trabalhe conosco